Carta de Demissão – Como Fazer

A carreira profissional exige uma série de escolhas, entretanto estas nem sempre são fáceis. Principalmente quando se trata de pedir demissão, seja pelas condições de trabalho, pela remuneração, por uma mudança de cidade, por melhores propostas de emprego, entre outros fatores.

Carta de Demissão

Desse modo, é fundamental agir de maneira correta neste momento, escrevendo uma carta de demissão adequada, pois todas as decisões tomadas irão fazer parte de seu currículo podendo vir a interferir em sua vida profissional.

Assim, é importante aprender como fazer uma carta de demissão identificando seus elementos primordiais e o que não deve ser feito ao solicitar seu desligamento de uma empresa.

O que é uma carta de demissão?

Antes de aprender a redigir uma carta de demissão é fundamental saber o que é este documento para não correr o risco de usá-lo de maneira incorreta.

Pois bem, para quem não sabe como fazer uma carta de demissão, vamos começar pelo conceito. Trata-se de um documento formal que têm por finalidade comunicar a empresa ou ao empregador a decisão de um funcionário de deixar o seu cargo e então negociar o aviso prévio.

Esta carta é simples e deve ser entregue ao setor de Recursos Humanos da instituição. Entretanto, para evitar constrangimentos e atrapalhar o normal funcionamento da empresa, recomenda-se que o empregado comunique antes a seu chefe, patrão, superior ou gerente, sua vontade de desligamento.

O que devo escrever na carta de demissão?

O funcionário deve relatar por meio da carta de demissão seu desejo de finalizar sua relação de trabalho, descrevendo a partir de quando não estará mais disponível para prestar seus serviços.

A possibilidade de cumprir ou não o aviso prévio também deve ser descrita. Podendo o colaborador pedir dispensa desta obrigação ou informar outras formas de cumpri-la. Sendo fundamental um diálogo aberto com o contratante para que estas questões possam ser decididas antes da assinatura da carta.

Não é necessário que se especifique na carta de demissão o motivo de desligamento, mas em geral muitos funcionários optam por descrevê-lo devido à relação de respeito que construíram com a empresa.

O que não devo escrever na Carta de Demissão?

É importante relatar que o objetivo de fazer uma carta de Demissão é simplesmente o de expressar seu desejo de desligamento. Assim, este documento, em nenhuma hipótese, deve servir como uma forma de desabafo, sendo utilizado para criticar colegas ou até mesmo a forma de atuação da empresa.

Desse modo se você deseja escrever uma carta mais elaborada opte sempre por ressaltar os pontos positivos, relatando os conhecimentos adquiridos e agradecendo a oportunidade de serviço. Afinal, o interessante é manter as portas sempre abertas, pois você não conhece suas necessidades futuras.

Modelos de carta de demissão

Ao solicitar sua demissão ela só será efetivada quando você redigir e assinar uma carta de demissão. Esta, por sua vez, pode ser feita de diversas maneiras, mas são três os modelos mais comuns:

  • Carta sem aviso prévio: Solicita dispensa do aviso prévio;
  • Carta com aviso prévio: Informa quando e como irá cumprir o aviso; e
  • Carta detalhada: Explicita o motivo de sua saída, relata as contribuições, agradece a oportunidade, etc.

Não se assuste, ambos os modelos são facilmente encontrados para download na internet. Inclusive já existem sites especializados em criar, de forma fácil e gratuita, estas cartas para você.

Como fazer uma carta de demissão

A carta de demissão objetiva apenas anunciar a saída da empresa. Assim, quanto mais clara e precisa, maiores são as chances de alcançar os resultados pretendidos.

Se tratando de um documento simples, que visa apenas formalizar uma decisão, esta carta não requer muita sofisticação e pode ser digitada utilizando-se a seguinte formatação padrão:

  • Fonte: Arial ou Times New Roman, tamanho 12;
  • Espaçamento: 1,5 entre linhas;
  • Alinhamento: Justificado.

Entretanto a carta de demissão, além de digitada pode também ser escrita à mão. Inclusive, algumas empresas solicitam que está seja redigida desta maneira, pois assim estão se precavendo de futuros problemas com questões trabalhistas. Já que alguns funcionários podem agir de má fé e alegarem que foram aliciados a assinar seu pedido de demissão.

Uma informação importante é produzir duas vias da carta, para que ambas possam ser assinadas e datadas, ficando uma cópia com o empregador e outra com o empregado para evitar possíveis problemas.

Bem, agora você já sabe o que é e como fazer uma carta de demissão. Assim, se você deseja pedir seu desligamento não deixe de conversar com seus superiores e de ficar atento a todas essas dicas, pois então você terá sucesso em mais uma etapa de sua vida!

Leave a Reply