Como Fazer Curriculum Vitae

A principal dúvida daqueles que estão começando no mercado de trabalho é sobre o currículo: como fazer um curriculum vitae? Se você, leitor, é um desses que tem essa dúvida, a hora de acabar com ela é agora.

O que é o curriculum vitae?

Curriculum Vitae

Um curriculum vitae é, em suma, um histórico da sua vida e resumo de atividades profissionais ao longo dela para que o leitor do currículo tenha uma boa ideia de suas experiências, atividades e conhecimento. Dessa maneira, ele deve ser recheado com informações direcionados à vaga de emprego no qual você irá mandá-lo.

O que deve conter no curriculum vitae?

O seu curriculum vitae é a porta de entrada para aquela vaga na empresa que você o submeteu. Por conta disso, é importante destacar pontos positivos e negativos de certas informações que estarão no documento. É de extrema importância se atentar aos detalhes e ser muito explícito no que se diz nele já que o contratante lerá e pode ser ou não impressionado pelo currículo, dependendo do caso. Veja algumas dicas de como fazer curriculum vitae:

Essencial

Informações como nome completo, idade, endereço e cidade são conteúdos que não podem faltar no seu currículum vitae. Além dessas informações, o telefone celular, telefone residencial e o e-mail são vias para comunicação com você. Portanto, alguma dessas informações de contato devem aparecer no curriculum vitae, já que o contratante irá se comunicar com você de alguma maneira em caso de seleção para uma entrevista de emprego.

Objetivos, conquistas e formações acadêmicas

O currículo, que tem a função mostrar a história profissional de algum indivíduo, deve ter duas seções importantes: objetivos e conquistas e a formação acadêmica. Explicaremos como cada uma delas deve ser descrita no seu curriculum vitae.

Objetivos e conquistas

Nessa parte do currículo deve constar os seus objetivos e as conquistas que você almeja durante aquele cargo da empresa. Vale ressaltar que essas informações devem ser concretas, nada de colocar coisas impossíveis de se almejar nessa seção.

Formação acadêmica

Nessa parte do curriculum vitae deve-se destacar suas formações e escolaridades completas. Por exemplo: ensino médio completo, bacharelado em Filosofia. Fique atento: só coloque as escolaridades completas nessa seção, mesmo se estiver quase completando o grau superior, por exemplo.

Fluência em idiomas diferentes

Colocar idiomas no qual você tem fluência ou ao menos é intermediário na leitura e no entendimento deles é sempre bom para ter um diferencial na hora de ter seu currículo lido pelo avaliador ou contratante da vaga no qual você submeteu seu currículo. Tome cuidado para não mentir na hora de colocar os níveis de entendimento de uma língua, pois o contratante pode fazer testes na entrevista de emprego e pegar de surpresa os “espertos” que fazem isso nos currículos.

Experiências e qualificações profissionais

Qualificações Profissionais

Aqui ficam as informações sobre sua carreira profissional até o momento da entrega do currículo, tais como onde você trabalhou ou estagiou. Isso é importante para que o contratante entenda sua experiência e competências dentro de uma área específica.

As qualificações profissionais nada mais são do que certificados ou prêmios de instituições que são relevantes para o cargo no qual se está submetendo o currículo. Para complementar, pode-se colocar atividades que complementem a experiência do candidato ou mostrem uma maior competência e experiência. Aqui podem ser citados cursos complementares tais como mini cursos ou atividades extracurriculares da faculdade.

Por fim, é importante destacar nessa parte do currículo o conhecimento em informática e em programas utilizados para documentos como o Word e o PowerPoint.

O que não deve conter no curriculum vitae?

Para causar uma boa impressão, muitas informações precisam ser omitidas de um curriculum vitae por inúmeros motivos. As fotos do candidato, por exemplo, só devem ser colocadas se o contratante requisitar a foto ou dizer que é essencial. Caso contrário, a foto é algo que deve ficar de fora do curriculum vitae, já que o currículo pretende ser lido com um olhar crítico sobre as experiências profissionais e não beleza por si só.

Contratação - Curriculum Vitae

É interessante não colocar dados sobre parentes e coisas muito pessoais, manter apenas as informações relevantes para o contratante. Por fim, não escreva seu curriculum vitae com o português informal.

No geral, o curriculum vitae deve ter apenas as informações necessárias para o contratante saber se você será ou não um bom profissional dentro e fora da empresa que você possivelmente trabalhará ou fará a entrevista de emprego. Para finalizar, é bom deixar de lado as fotos e os acessórios que podem “decorar” demais o seu curriculum vitae.

Leave a Reply