Simulador de Financiamento – Minha Casa Minha Vida

O programa Minha casa, Minha Vida do governo federal, facilita a compra de uma casa própria, permitindo que pessoas com várias faixas de renda possam financiar imóveis com juros mais baixos do que os do mercado. O programa vem crescendo a cada ano que passa, foram 21,4 mil novas habitações construídas entre julho e setembro de 2018, um crescimento de 30% em relação a 2017.

O programa já possui 9 anos de existência e atingiu a marca de mais de 5 milhões unidades imobiliárias construídas. Como comparação, o Banco Nacional de Habitação (BNH) construiu ao longo de 22 anos (1964 e 1986) 4,5 milhões de unidades. Isso mostra que o MCMV, mesmo com suas deficiências tem alcançado com êxito a facilitação na compra da casa própria.

As famílias que recebem até R$ 1.800 mensalmente, não pagam juros pelo imóveis. Quem recebe R$ 800, por exemplo, chega a pagar uma parcela de R$ 80.

Simulador de Financiamento

A Caixa criou um site que permite qualquer pessoa simular o subsídio para comprar um imóvel pelo Minha Casa, Minha Vida. A avaliação é feita pela internet, e os interessados podem emitir comparecer a qualquer agência da Caixa ou BB para dar andamento ao pedido de financiamento do seu tão sonhado imóvel.

Para realizar a simulação, é necessário acessar o Simulador Habitacional CAIXA, informar seus dados pessoais como CPF, data de nascimento, nome completo e localização do imóvel.

Lembrando que além da carta de financiamento, é preciso apresentar os documentos pessoais e do imóvel a ser adquirido. Os bancos realizam uma análise de crédito e, se aprovado, poderá adquirir o imóvel. Só é permitido aquisição de imóvel residencial novo ou em construção.

Simulador Financiamento - Minha Casa Minha Vida

Faixas de Financiamento

Atualmente, o programa é dividido em 4 faixas de financiamento:

  • Faixa 1: A modalidade produz empreendimentos habitacionais destinados às famílias com renda mensal bruta de até R$ 1.800. Os valores variam de acordo com a localidade, e o governo pode arcar com até 90% do valor do imóvel. Podendo ser pago em até 120 prestações mensais de R$80 à R$ 270, sem juros.
  • Faixa 1,5: É destinada a famílias com renda de até R$ 2.600 e oferece subsídios de até R$ 47,5 mil para financiamento de imóveis até R$ 135 mil, com taxas de juros de apenas 5% ao ano.
  • Faixa 2: O subsídio de até R$ 29.000, é destinado a famílias com renda entre R$ 2.601 e R$ 4.000. A taxa de juros varia de 5,5% a 7% ao ano.
  • Faixa 3: Esse financiamento, possibilita o acesso à moradia por meio de financiamento com recursos do FGTS, de famílias com renda bruta mensal acima de R$ 4.000,00 e até R$ 7.000, anteriormente o teto era R$6.500, mas foi aumentado pelo presidente Michel Temer, com taxas de juros até 8,16% ao ano.

Lembrando, que se a sua família possui renda mensal inferior a R$1.800,00 é preciso se inscrever na prefeitura ou entidade organizadora do processo de seleção.

Já as famílias com renda mensal até R$ 7.000,00​​, além de poder contratar por meio de uma entidade organizadora, podem contratar de forma particular indo até uma construtora ou simular na Caixa Econômica e Banco do Brasil, para saber quanto você poderá investir, entregue a documentação em um desses lugares.​

Leave a Reply